skip to Main Content

Em conferência, pecuaristas do leite dizem que veganos são ‘uma minoria com vozes muito altas’

Bezerros 1

Aconteceu em Glasgow, na Escócia, entre os dias 14 e 16 de janeiro, a Semex International Dairy Conference 2018, uma conferência internacional da indústria do leite.

Segundo o jornal britânico The Courier (veja aqui, em inglês), o principal assunto da conferência foi como a indústria pode contra-atacar o ativismo argumentativo dos veganos.

Ainda segundo o jornal, a Dra. Judith Bryans, presidente da Dairy UK, uma das principais associações da indústria leiteira do Reino Unido, disse que os veganos são “uma minoria com vozes muito altas”.

Judith anunciou também que a Dairy UK lançará uma campanha publicitária nos metrôs e trens do Reino Unido com valor estimado em R$ 2,2 milhões para combater o crescimento do veganismo na região. Só em 2017, as vendas de produtos vegetais substitutivos do leite subiram 17% no Reino Unido. Do público que optou por produtos vegetais, apenas 11% eram pessoas intolerante à lactose, ou seja, a influência da argumentação vegana na decisão dos consumidores é clara.

Além do investimento milionário em publicidade, a presidente da Dairy UK afirmou que os fazendeiros precisam estar mais presentes nas redes sociais publicando imagens positivas da pecuária. Ela reforçou que é preciso tomar cuidado com as fotos publicadas, não pode haver margem para interpretação, precisam ser positivas.

Enquanto os veganos lutam com argumentação e embasamento científico, a indústria leiteira rebate com imagens fofinhas falsas e muito, muito dinheiro em publicidade.

Back To Top